Cobertura Colaborativa

Cobertura Colaborativa

|


A cobertura das atividades na TEIA Catarina 2015 será realizada colaborativamente tanto por uma equipe de comunicação quanto pelos próprios participantes do evento.
A Cobertura Colaborativa é um processo de apropriação da sociedade civil do uso das mídias livres e alternativas para o fortalecimento da diversidade de olhares e conhecimentos.
Para participar, basta publicar nos canais de comunicação da Rede Cultura Viva de Santa Catarina e usar a hashtag #TEIAcatarina nas mídias sociais.

Atividades do Ponto Mostrar/esconder comentários | Atalhos de teclado

  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 19:14 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Baiacu de Alguém encerra a TEIA Catarina em grande estilo 

    ©SemFronteiras/Amaral

    Após três dias discutindo os novos rumos da cultura, a TEIA Catarina: Conexões Sustentáveis chega ao fim.
    Durante o encontro, gestores traçaram politicas públicas, trocaram experiências e redigiram um documento que deverá nortear os rumos e investimentos da cultura catarinense nos próximos anos.

    Na coordenação geral da Teia, Sergio Melere fala sobre as gratificações dos esforços conjuntos dos últimos dias: “Estou satisfeito com a colaboração de todos. Os resultados obtidos foram compensadores.”

    Para finalizar o evento, o Bloco Baiacu de Alguém (do Ponto Pescadores de Cultura), sob a batuta do mestre Alexandre, protagonizou um show de samba e malemolência, que não deixou ninguém parado.
    Deu para ter uma prévia do que será o carnaval por estas bandas.

    ©SemFronteiras/Amaral©SemFronteiras/Amaral

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 18:46 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Dupla catarinense dá show, seguida por Música Nativista que convida a todos para bailar 

    ©SemFronteiras/Amaral

     

    Marcoliva Lives e Tatiana Cobbet, do Ponto de Cultura OCA – Crescendo Com Arte deram um show de música brasileiríssima no palco da Teia Catarina.
    A plateia assistiu atenta ao espetáculo performático da dupla de vozes fortes e afinadas, e aplaudiu entusiasmada ao final da apresentação.

    ©SemFronteiras/Amaral©SemFronteiras/Amaral

     

     

    ©SemFronteiras/Motta

     

    Logo após a apresentação da dupla barriga verde, o Grupo Cultura Nativa no Caminho das Tropas, de Lages, trouxe o charme das declamações e das danças tradicionalistas, encantando os presentes com o talento e o carisma de seus jovens representantes.

     

    ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 17:35 Link permanente | Responder
    Tags:   

    SHYUDAIKO hipnotiza a plateia da TEIA Catarina com a graça e a sincronia de tambores japoneses 

    ©SemFronteiras/Motta

    Flautas, tambores, quimonos, faixas na cabeça e muita sincronia na apresentação do grupo SHYUDAIKO, que trouxe para a Teia Catarina uma das últimas apresentações de sábado.
    As batidas fortes e ritmadas demarcaram um espaço importantíssimo no evento e no Estado catarinense: O espaço destinado à cultura oriental.

    ©SemFronteiras/Motta©SemFronteiras/Motta

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 17:08 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Grupo Juventude Luzes do Amanhã apresenta comédia teatral na Teia Catarina 

    ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta©SemFronteiras/Motta

    Os atores Leandro Patrício, interpretando Procópio, Alex Gomes, no papel de Coronel Felisberto, e Wiliam Teixeira como escravo Prudêncio, levaram o público às gargalhadas na comédia adaptada de um conto de Machado de Assis.

    O espetáculo de teatro O Enfermeiro é do Ponto Juventude luzes do Amanhã, de Araranguá e desde 2010 percorre Santa Catarina.©SemFronteiras/Motta

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 15:57 Link permanente | Responder
    Tags:   

    "Ora pois!" O Ponto Grupo Açor Sul Catarinense mostra as raízes culturais dos Açores 

    ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta ©SemFronteiras/Motta

    Dando segmento às atrações da tarde, o Grupo Açor Sul, de Sombrio, apresentou danças originárias do Arquipélago dos Açores, com desfile de trajes típicos das nove ilhas que o compõem.

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 14:38 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Abre a roda que a capoeira está no palco do Teia Catarina 

    ©SemFronteiras/AmaralA Associação Cultural Quilombola, que é conhecida, desde 2002, como Instituição de Utilidade Pública pela Prefeitura de Florianópolis, se transformou no Ponto Capoeira Quilomba da Capital Catarinense e trouxe um pouco do trabalho que faz para o palco do Teia Catarina 2015.

    O projeto leva a arte da Capoeira para crianças e jovens que, de alguma forma estão em situação de risco. A atuação é na área continental de Florianópolis, especificamente no Bairro Estreito, com tamanha importância para a cultura florianopolitana.

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 12:11 Link permanente | Responder
    Tags:   

    A Itália está viva no Extremo Oeste Catarinense 

    ©SemFronteiras/Amaral

    ©SemFronteiras/Motta

    Tarantela Napoletana e muitas outras músicas e danças típicas trazidas pelos colonizadores italianos ainda estão vivas no Extremo Oeste Catarinense, graças a inciativas como a do Ponto Cidade tem memória, de Caxambu do Sul.

    Oito casais, caracterizados com os trajes típicos da Itália, do século passado, mostraram um pouco das danças de roda, que reuniam o povo nas festividades das décadas de 20 a 80, no Brasil.

    Além de dança, o ponto estimula a arte, o teatro e a música na região.

    ©SemFronteiras/Motta©SemFronteiras/Motta

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 11:58 Link permanente | Responder
    Tags:   

    4ª Roda de Conversa debate Cultura e Sustentabilidade 

    web_31_2Lote_Teia-SemFronteiras-7-9094

    A primeira Roda de Conversa do último dia de evento, trouxe o tema Sustentabilidade.

    Engenhos de Farinha viram pontos de cultura e atrações turísticas

    Foram apresentados pela bióloga Aline Vieira, do Engenho do Sertão de Bombinhas, e por Gabriela Pieroni, do Engenho de Farinha de Florianópolis, exemplos de sustentabilidade e de estímulo à economia solidária.
    O Engenho do Sertão, além de Ponto de Cultura, virou ponto turístico da região de Bombinhas e é palco de eventos relacionados ao agroturismo, como as farinhadas.
    No Ponto de Cultura Engenhos de Farinha, em Florianópolis, é promovida a articulação em rede de produtores agroecológicos, sempre com foco na preservação da cultura alimentar de engenho e no Movimento Slow Food.

     

    web_31_2Lote_Teia-SemFronteiras-8-9099

    Dança e cinema para os jovens

    Eduardo Milioli, do Ponto de Cultura Multiplicando Talentos de Criciúma, relatou a participação dos mais de 1.600 alunos mensalmente, para práticas de dança moderna, contemporânea e dança de rua, entre outras atividades, como cinema solidário.

     

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 10:44 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Banda da Lapa acorda o público na manhã de sábado da Teia Catarina 

    ©SemFronteiras/Amaral

    Os trabalhos foram reabertos na manhã deste sábado, pelo Ponto de Cultura Educação Musical Popular – Banda da Lapa, de Florianópolis. Com 21 instrumentistas animando o público, a banda tocou músicas de sucesso nacionais e internacionais, e encerrou a primeira apresentação do último dia de Teia Catarina 2015, com marchinhas de carnaval. A plateia entrou no clima, mostrando a animação com o esquenta para o carnaval.
    A programação seguiu com a Roda de Conversa de tema Políticas de Sustentabilidade da Cultura, que teve a apresentação de cases de sucesso.

     
  • Cobertura Colaborativa

    Cobertura Colaborativa 31 de January de 2015, às 10:31 Link permanente | Responder
    Tags:   

    Cortejo Cultura Viva fez da Rua Trajano um palco com show de dança e maracatu 

    ©SemFronteiras/Amaral

    ©SemFronteiras/AmaralCom a proposta de agregar e compartilhar experiências, o Ponto Oca Crescendo com Arte deu inicio ao Cortejo Cultura Viva, nesta sexta-feira. Inicialmente o grupo se apresentou dentro da tenda do Teia Catarina, mas a chuva que caiu durante todo o dia e também no final da tarde, impossibilitou o trajeto do cortejo pelas ruas centrais de Florianópolis.

    ©SemFronteiras/Amaral

    ©SemFronteiras/Motta

    Porém, sem perder a animação, o público, composto por participantes dos 37 pontos de cultura seguiu ao lado da tenda, na Rua Trajano. Coube ao grupo de maracatu, Arrasta Ilha, a gratificante missão de levar a plateia no embalo dos tambores e das coreografias, como uma animada procissão.

    ©SemFronteiras/Motta

     
c
compor novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar