GRUPO SHYUDAIKO – PORQUE EU TOCO TAIKO?

O Taiko é uma arte milenar dos povos orientais e sua tradução literal é: Tambor. A mais de seis mil anos foi usado como ferramenta de comunicação por conta de seu poderoso som, que pode ser ouvido a longas distancias. Como é um instrumento musical de tom grave e intenso fora também usado em guerras. Na mitologia japonesa pode ser encontrado no mito de Amaterasu, onde um dos deuses dançou em cima de um grande tambor para que a deusa do sol saísse de seu confinamento e voltasse a iluminar o mundo. Com um significado mágico para alguns povos, ele é tocado em diversos festivais e cerimônias.

547247_338879202868706_2109776115_n

 

Mas ainda assim, porque eu toco Taiko? Porque tocar Taiko é muito mais do que acertar um golpe em um instrumento de percussão. Porque para toca-lo é necessário adentrar em nosso íntimo e buscar nossa melhor forma, nosso melhor desejo, nossa melhor energia, e então utiliza-la da maneira correta, com disciplina, técnica, força e dedicação. Mais do que isso é também o autocontrole e vontade de pegarmos toda a energia ruim, do stress do dia a dia, da raiva que às vezes sentimos e do medo de falhar, e transformarmos em algo poderoso e bom para dar vida a melodia. Feito isso o Taiko funcionará como um amplificador atingindo as pessoas que estão assistindo, fazendo com que seu tocador e os que estão o seu redor vibrem com essa energia positiva em harmonia. E mais para frente no interior de outras pessoas através da narrativa dos que tiveram a honra de ouvir seu som. Eu toco Taiko para ver o sorriso no rosto das pessoas. Porque é algo bom que alivia a alma e libera a mente. Porque me sinto seguro e acolhido, porque me purifica.

Além disso, porque participar do Grupo ShyuDaiko significa compartilhar alegrias e experiências. Compartilhar a sabedoria passada por nossos mestres e pelos mestres de nossos mestres, que nos ensinam a nos esforçar cada vez mais e ajudar uns aos outros. Participar dessa tradição é fazer parte de algo maior. Quando estou tocando, em cada batida cria-se um lapso de memória de milésimos de segundos, onde me recordo do tempo que passei praticando, me desenvolvendo. Das pessoas a quem ensinei e o que aprendi com meus novos e antigos companheiros. Eu tento com todas as forças que aqueles que estão assistindo sintam a intensidade desses sentimentos que me assaltam nesses lapsos. E percebam porque aprendi a me superar sempre, junto com meus companheiros na tradição.

Uma vez, um integrante do Grupo Araumaza Danças Folclóricas de Tokyo falou: “Se as batidas não encaixarem ou se elas saírem erradas, sem problemas. Porque o importante é sorrir enquanto você toca, pois é ali que a verdadeira alma do Taiko surge e contagia.” A verdadeira alma milenar do Taiko, nos inspira, nos uni, nos diverti, nos engrandece e nos aperfeiçoa. É por isso que eu tocoTaiko. É por isso que eu me sinto bem tocando e desejo que outras pessoas também se sintam ao ouvi-lo. Esse é o sentimento que todo o grupo compartilha. É por isso que Nós Somos ShyuDaiko!

_DSC0031 (2)-2