Com as tags: EncontrosRegionais Mostrar/esconder comentários | Atalhos de teclado

  • Comissão-PdSC

    Comissão-PdSC 8 de May de 2012, às 11:34 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais,   

    Encontro Pontos de Cultura Itajái – Relato 

    RELATO ENCONTRO DOS PONTOS DE CULTURA EM ITAJÁI | 04 DE MAIO DE 2012

    ASSOCIAÇÃO COMUNIDADE CRISTÃ | PONTOS DE CULTURA NOSSA ARTE

     

    Atendendo a uma demanda da Rede dos Pontos Catarina, a representação estadual dos Pontos de Cultura marcou um encontro no dia 04 de maio de 2012 no qual foram convidados todos os Pontos de Cultura de Santa Catarina, a Representação Regional Sul do MinC na pessoa da bolsista da FIOCRUZ Maria Alice Garcia e a Coordenadora da Rede Estadual dos Pontos de Cultura Cristina Dreyer, que por motivos de agenda prévia não pode estar presente no evento.

    Entre os Pontos de Cultura havia representantes de todas as regiões do estado, com destaque para a Representante da região Oeste, Daiane Frigo de Formosa do Sul, o representante da Região Sul, Antônio Roseng do Ponto de Cultura Escolinha de Cinema, a representante da Região do Vale do Itajaí Maria do Carmo do Ponto de Cultura Belli Balli de Blumenau e o Ponto de Cultura Guerreiros do Amanhã de Braço do Trombudo, que participam de uma atividade presencial pela primeira vez. Além dos Pontos de Cultura de Itajaí, o NEFA e o Ponto de Cultura Nossa Arte, anfitrião do encontro, o Ponto de Cultura Arreda Boi e o Ponto Casa da Criança de Florianópolis, Pontão Ganesha também da Capital, o Ponto de Cultura Escola da Terra de Bombinhas e Ponto de Cultura Fotografia Para Todos de Blumenau.

    Na pauta de trabalho como primeiro item estava à situação do convênio e o repasse da terceira parcela do MinC para a FCC para o pagamento aos Pontos de Cultura. A representante da Regional Sul trás a seguinte informação:

    A parcela ainda não foi depositada por 02 motivos:

    Primeiro, porque o convênio da rede de Pontos de Cultura entre estado e união havia expirado, e atualmente está em processo renovação;

    E segundo, Santa Catarina solicitou a mudança de convenente – da SOL para a FCC – processo que também se encontra em tramitação no MinC.

    Assim que esses dois processos forem finalizados haverá o repasse da terceira parcela. A expectativa dos Pontos de Cultura é que isso ocorra e nos próximos 30 dias.

    Aproveitando sua fala, Maria Alice apresentou a Rede Cultura e Saúde que está sendo constituída em todo o Brasil e nesse primeiro momento cadastrando atividades culturais com interface na área da saúde.

    Sobre a utilização dos rendimentos de aplicação e a Teia Catarina, o segundo e terceiro itens de pauta, os Pontos de Cultura manifestaram mais uma vez a expectativa de poder utilizar o recurso em prol da construção de uma alternativa sustentável para as instituições, por meio de formação na área de gestão cultural, ou ainda a aplicação do recurso de forma equânime em todos os Pontos de Cultura da rede.

    Maria Alice explica sobre o trâmite de solicitação de uso do recurso, mediante apresentação de um Termo de Referência detalhando a finalidade, e a necessidade de aprovação em Brasília antes de efetivamente ser concretizado.

    Sobre a Teia Catarina, Bira do Ponto de Cultura Nossa Arte comenta sobre a infraestrutura da Prefeitura de Itajaí usada para eventos como a Marejada e recentemente a Volvo Ocean Race, e que contempla a necessidade de espaço físico para a realização da Teia Catarina a um custo acessível ou até de forma gratuita por meio de parceria com o poder público municipal.

    O representante estadual Gilson Maximo relata que em reunião com a Secretaria Márcia Rollemberg da SCDC (Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural) houve a sinalização de que a partir dos resultados do Grupo de Trabalho Cultura Viva algumas instâncias da gestão compartilhada previstas nos convênios serão concretizadas, como o comitê gestor formado pelos Pontos de Cultura, Minc e Governo de SC. Essa instância poderá encaminhar as questões sobre a Teia Catarina e o rendimento de aplicação de forma democrática e participativa conforme preconiza o Programa Cultura Viva.

    Na pauta de assuntos gerais o Representante Estadual Gilson Maximo relatou sobre os trabalhos do GT Cultura Viva, responsável por uma reflexão e reformulação de alguns aspectos do Programa e que está em andamento, tendo até o momento dois formulários virtuais propostos pelo IPEA e duas reuniões presenciais abordando questões como o processo de conveniamento e prestação de contas, a gestão compartilhada, dinâmica de redes, fomento e sustentabilidade, instâncias de governança entre outros. Comentou ainda a importância dos Pontos de Cultura participar desse processo de maneira a expor de forma clara e objetiva as maiores dificuldades e atuar de forma propositiva para apontar as possíveis soluções.

    Como último assunto do encontro foi abordado também a movimentação da classe cultural catarinense por meio do Fórum Catarinense de Cultura e do Ocupa-CIC, dois movimentos em prol da garantia de construção democrática do Sistema Estadual de Cultura e da reformulação do FunCultural, corrigindo as disparidades da lei e fortalecendo o papel do Conselho Estadual de Cultura como instância decisória sobre os projetos que receberão recursos. A rede de Pontos de Cultura está informada sobre o movimento e convidada a contribuir nessa reinvindicação.

    Ao final do encontro foram retiradas as seguintes deliberações:

    •  Foi constituída uma comissão formada pelos Pontos de Cultura Escola da Terra de Bombinhas, Casa da Criança de Florianópolis e Belli Balli, além da representação estadual para:

    1-      Acompanhar passo a passo a tramitação dos processos burocráticos do qual dependem o repasse da terceira parcela dos Pontos de Cultura;

    2-      Angariar apoios políticos e técnicos na esfera estadual e federal para agilizar o repasse da terceira parcela;

    3-      Levantar as sugestões para o uso do rendimento de aplicação e repassar através de ofício para MinC e FCC;

    • Redação e encaminhamento até sexta-feira (11/05) de um ofício a Secretaria Márcia Rollemberg da SCDC, solicitando a imediata criação do comitê gestor do Convênio Mais Cultura em Santa Catarina;
    • Agendamento de data no segundo semestre para a realização do Primeiro Fórum da Rede de Pontos de Cultura de Santa Catarina, numa pauta desvinculada das questões de convênio com o Estado, mas considerando a reunião dos Pontos de Cultura como movimento cultural independente.

    Finalmente, agradeço a participação de todos os Pontos de Cultura que participaram do encontro, tanto aqueles que estiveram presencialmente em Itajaí, quanto os que se manifestaram através das discussões por e-mail, todos são fundamentais para o desenvolvimento do Programa e a resolução de seus entraves. E agradeço a todo o trabalho do Ponto de Cultura Nossa Arte que cedeu espaço físico e auxiliou de forma decisiva na realização do encontro.

    ATUALIZAÇÃO

    Compartilho solicitação da Rô do Instituto Boimamão, Ponto de Cutura Escola da Terra de Bombinhas, que julgo ser de extrema importância :

    Estivemos na reunião em Itajai dia 04/05/12, e o atraso da 3ª parcela foi a maior preocupação. Por isso, pedimos aos amigos ponteiros que nos ajudem com breves relatos na rede, sobre a situação do convênio dos pontos que representam: evolução, situação e previsão. Assim, caminharemos juntos e mais fortalecidos para reivindicar junto a FCC e MinC.

     
    • Sergio 8 de Maio de 2012, às 14:24 Link permanente | Responder

      Caro Gilson e Demais Ponteirxs

      Por Motivos de Forca maior nao pude estar presente neste encontro.

      Parabens pelo Relato do Encontro.

      Apos a leitura deste relato, tenho apenas uma palavra a falar: DECEPÇAO.

      Constroi-se todo um aparato para um encontro Estadual com a REPRESENTACAO SUL DO MINC e DA COORDENACAO ESTADUAL DOS PONTOS DE CULTURA. Faz-se uma grande Mobilizacao, inclusive com deslocamento de companheiros em mais de 500 km de distancia, como é o caso da representacao de Formosa do Sul, no Oeste, Criciuma, no Sul, Lages, no Planalto, Braco do Trombudo, no Alto Vale, de Blumenau, Florianopolis e Itajai.
      COORDENACAO ESTADUAL DOS PONTOS DE CULTURA – NINGUEM COMPARECE
      REPRESENTACAO SUL DO MINC- REPRESENTADO POR UMA BOLSISTA DA FIOCRUZ.

      Desculpem. Um pouco mais de Respeito por quem tenta fazer a CULTURA EM SANTA CATARINA.

    • Ponto de Cultura - Cultura Solidária

      Ponto de Cultura - Cultura Solidária 10 de Maio de 2012, às 0:08 Link permanente | Responder

      Caros amigos ponteiros. Concluímos as atividades da segunda etapa. O progresso nas oficinas foi relevante. A comunidade de Fraiburgo vê o Ponto de Cultura como referência cultural. Para o Ponto o resultado do convênio foi extremamente positivo pela resposta da comunidade, pelo envolvimento com outras instituições e o crescimento da Cultura catarinense em rede. Assim, todos estão mais fortalecidos as iniciativas pública e privada e o terceiro setor .

  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 9 de April de 2012, às 15:55 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais,   

    Encontro dos Pontos de Cultura – Relatoria Grande Florianópolis 

     REUNIÃO DOS PONTOS DE CULTURA

    GRANDE FLORIANÓPOLIS

     

    16 de março de 2012.

    Apresentação dos Pontos de Cultura

     

    Carijó

    Marcoliva fala do andamento das atividades que sempre considera o saber das pessoas do lugar, como numa oficina de percussão ministrada por um músico local. As atividades do Ponto de Cultura têm como característica uma alta rotatividade dos alunos, e se entende que não é necessário uma rigidez na cobrança de participação. O Ponto de Cultura está localizado no Norte da Ilha, uma região de grande vulnerabilidade social e carência de projetos socioculturais.

     

    Banda da Lapa

    Valéria relata que a instituição existe há 108 anos no Ribeirão da Ilha. O Ponto de Cultura além de contemplar a Banda centenária, com atividade de teoria musical, oficinas e cultura digital, potencializou a revitalização de um grupo de dança local e possibilitou a criação de um coral de idosos.

     

    Arreda Boi

    Renata fala da centralidade das atividades em torno da manifestação de Boi de Mamão com oficinas de teatro, percussão, canto e violão, e tem por característica compreender todas as oficinas como atividades integradas que começam ou terminam juntas. O Arreda Boi vem recuperando a tradição dos cortejos populares na Barra da Lagoa a partir dos saberes dos mais velhos.

     

    Pescadores da Cultura

    A Associação Cultural Baiacú de Alguém, proponente do projeto Pescadores da Cultura tem articulações com diversas associações comunitárias do entorno de Santo Antônio de Lisboa. O Ponto de Cultura oferece 10 oficinas que ocorrem diariamente e vão desde fazeres artesanais tradicionais até trabalhos de animação e audiovisual. Uma das maiores dificuldades encontradas é a baixa remuneração dos oficineiros, compensada pela boa vontade e pelo voluntariado dos mesmos. As atividades do Bloco de Carnaval geram recursos para subsidiar despesas de aluguel, água, luz, telefone e internet, que não são cobertas pelo Ponto de Cultura, comenta Célio, seu representante.

     

    Barca do Livros

    É uma biblioteca comunitária oriunda de um projeto de Lei Rouanet da aquisição e transformação de um barco em biblioteca. Esse projeto não está fechado, pois ainda faltam recursos para serem captados. Recentemente A Barca dos Livros mudou de endereço por cauda do aumento do valor do aluguel, e hoje se encontra na Sede do Lagoa Iate Clube – LIC. O acervo da Barca dos Livros é composto de doações e além do acesso à leitura, o Ponto oferece contação de histórias, oficina de formação de mediadores da leitura, abrangendo um público vasto e eclético.

     

    DA PAUTA

    Com relação ao Diagnóstico dos Pontos de Cultura o Rep. Estadual relatou informações a respeito da situação do convênio, em plena vigência e na eminência da prestação de contas da segunda parcela de recursos recebidos. Sobre a prestação de contas da primeira parcela, ela está sendo feita pela FCC depois de um período em 2011 onde elas tiveram uma análise muito lenta. Reiterou a informação de que a terceira parcela de recursos será repassada mediante a entrega de prestação de contas da segunda parcela e a aprovação da prestação de contas da primeira parcela.

    Sobre a questão da rede, os Pontos Catarina compreendem hoje 65 pontos de cultura e 01 pontão de cultura, somando os dois editais federais e um edital estadual. A rede conta hoje com cerca de R$ 1,5 milhão de reais em rendimento de aplicação que só podem ser gastos com a própria rede. Discutiram-se as possibilidades de ampliação da rede face ao desafio colocado pelo governo federal em ampliar a rede de pontos de cultura para 15 mil até 2014. E também sobre as estratégias de sustentabilidade e continuidade dos Pontos de Cultura depois do término do edital.

    Falando sobre o Redesenho do Programa Cultura Viva, foi relatado o início do processo, conclamando os Pontos de Cultura a participarem dos diálogos virtuais, respondendo aos formulários propostos pelo IPEA, em seguida a questão a Teia Catarina foi amplamente debatida, tendo os Pontos de Cultura de Florianópolis mostrado grande disposição em contribuir com a organização e realização do evento que depende agora da iniciativa da FCC em estabelecer o modelo e o papel dos Pontos de Cultura e do Estado nesse processo.

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 9 de April de 2012, às 15:45 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais,   

    Encontro Pontos de Cultura – Relatoria Sul 

    O encontro dos Pontos de Cultura do Sul se deu no dia 07 de março, na sede do Multiplicando Talentos. Num primeiro momento foram apresentadas as situações atuais dos pontos. Presentes durante a manhã representantes do Ponto de Cultura ASACAD de Braço do Norte; Luzes do Amanhecer de Araranguá; Multiplicando Talentos de Criciúma; Escolinha de Cinema da Abadeus, também de Criciúma; do Pontão Ganesha, além do representante estadual dos pontos de Cultura Gilson Maximo. No período da tarde o Ponto de Cultura Cru de Tetro e Boi de Mamão de Jaguaruna também esteve presente.

    Troca de experiências;

    Relato de cada representante mostrando como cada uma vem trabalhando e fazendo uma troca de experiências. Situação dos Pontos em relação às atividades.

      Escolinha de Cinema

    • Parceria com a Escola Vilson Lalau e atendimento previsto sendo superado;
    • Dificuldade na relação com Secretaria de Educação do Município e ótima relação com a Fundação Cultural;
    • Realização da Mostra de Vídeo de Criciúma, com participação de alunos da ASACAD que vieram assistir;
    • Participação da mostra de Cinema Infantil de Florianópolis;
    • Realização de oficinas itinerantes de cinema de animação não prevista no projeto que deve ultrapassou as 250 pessoas atendidas;
    • Participação no dia da animação em conjunto com o Ponto de Cultura Luzes do amanhã, com oficinas de animação;

     

    Multiplicando Talentos

    • O projeto atendeu acima do previsto;
    • Ponto alto do projeto foi a premiação no festival de Dança de Joinville;
    • Dificuldade na relação com a prefeitura municipal;
    • Apontou falta profissionais gabaritados no Governo que saibam trabalhar com Cultura;
    • “Dificuldades não governamentais existem por não existir políticas públicas governamentais”
    • Trabalhos realizados em escolas da região e CRAS;
    • Dificuldades em parcerias municipais com a atual gestão;
    • Sustentabilidade dos pontos: Os Pontos podem renovar os convênios até duas vezes;

    Braço do Norte – ASACAD

    • Foco principal do projeto é o teatro, porém, com atividades de audiovisual e informática;
    • Boa relação com a Secretaria de Educação atendendo as escolas;
    • Realização da Mostra de Cinema Infantil nas escolas da Secretaria de Educação do Município;
    • Realização das festividades de Natal;
    • Maior facilidade de convênios e parceiras por conta do tamanho da cidade;
    • Renovação dos computadores da inclusão digital em 2012;
    • Dificuldade na relação com Câmara de Vereadores e aprovação do convenio municipal;

    Luzes do Amanhecer – Araranguá

    • O projeto já existe há 10 anos e o Ponto de Cultura complementou um trabalho que já existia. O Ponto de Cultura fez o projeto amadurecer e ampliou as possibilidades de convênios;
    • Conquista de um convênio com a prefeitura. O valor não é o ideal, mas é um convênio importante. Conquista do Criança Esperança com o mesmo projeto de Cultura;
    • São 19 oficinas, sendo 5 do projeto Criança Esperança;
    • O primeiro ano tiveram dificuldades de adaptação e o segundo ano foi mais fácil por conta de estarem mais aprimorados;
    • Aberturas de turmas a noite e sábados que serão abertas para o ano atual;
    • Realizadas três mostras de cinema no ano passado (2012);
    • Atividades de teatro, cinema, inclusão digital;

     

    Pauta de Discussões

    Foi discutido os assuntos relacionados à pauta ressaltando as dificuldades burocráticas enfrentadas pelos Pontos de Cultura relativo a situações do convênio, com a entrega e análise de prestação de contas, o repasse das parcelas e as orientações sobre a utilização dos recursos.

    Deliberou-se no grupo do Sul do Estado a proposta de um Fórum Estadual de Pontos de Cultura, realizado com recursos próprios das entidades conveniadas e sem vinculação com o Estado e o Governo Federal, a fim de avançar numa pauta diferente daquela “oficial” e que diz respeito à relação institucional dos Pontos de Cultura com o Estado. Essa pauta estaria mais focada na construção dos Pontos de Cultura como um movimento civil organizado que possa se articular em rede para buscar novar formas de financiamento e funcionamento.

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 29 de March de 2012, às 19:03 Link permanente | Responder
    Tags: , EncontrosRegionais   

    Encontro de Pontos 

    Pontos de Cultura Toca de Florianópolis;  Arte, Comunicação e Cultura na Reforma Agrária de Passos Maia;  e Cultura no Rumo de São João Maria de Lages, se reuniram no

    II Encontro Regional de Cultura Popular promovido pelo Ponto de Cultura Maria Rosa de Água Doce.  Na publicação abaixo o Ponto de Cultura Toca dispõe link de um trecho da atividade de Grillo e Testa, do Cultura no Rumo de São João Maria. Abaixo ele pode ser assistido aqui mesmo no blog dos Pontos Catarina.

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 16 de March de 2012, às 17:42 Link permanente | Responder
    Tags: , , EncontrosRegionais,   

    Oficina de WordPress para os ponteiros de Floripa 

    image

    image

     
    • Fotografia para todos

      Fotografia para todos 20 de Março de 2012, às 17:53 Link permanente | Responder

      Uma proposta bem relevante, parabéns ao ganesha.
      No encontro dos pontos aqui no vale do itajaí foi levantada a possibilidade de uma oficina de softwares livres e/ou direitos autorais/copy left, etc para os pontos. Existe algo previsto, ou poderiamos fazer uma solicitação?
      Abraços,
      Charles

    • Fotografia para todos

      Fotografia para todos 21 de Março de 2012, às 13:31 Link permanente | Responder

      Que ótimo Thiago! Vamos então pensar uma data entre os pontos daqui. Obrigado.

  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 16 de March de 2012, às 10:36 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais   

    Ponteiros de Floripa trocam experiências 

    image

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 16 de March de 2012, às 10:01 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais   

    Encontro dos Pontos de Cultura de Florianópolis 

    image

    Agora, no Sindicato dos Bancários.

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 7 de March de 2012, às 22:12 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais   

    Relato do Encontro Regional dos Pontos do Vale do Itajaí 

     

    A reunião dos Pontos de Cultura do Vale do Itajai foi realizada numa das salas da escola de musica do Teatro Carlos Gomes as 9 horas do dia 05 de Março de 2012 e teve a presença dos representantes dos seguintes pontos de cultura:
     
    Everaldo de Souza – Escola de Música Teatro Carlos Gomes – Blumenau
    Rosane Luchtenberg (Rô do Engenho) – Ponto de Cultura Escola da Terra Engenho do Sertão – Bombinhas
    Eliane e Lucila Maria Maestri Bonomini Fachini  – Ponto de Cultura Oficina Artístico Cultural – Botuverá
    Gilson Maximo – Representante Estadual
    Charles Steuck – Ponto de Cultura Fotografia Para Todos – Blumenau
     
    Houve uma apresentação da estrutura da Escola de Música do Teatro Carlos Gomes com exposição  suas maiores dificuldades e particularidades da manutenção de recurso para as atividades, iniciando informalmente o diálogo com a rede uma vez que esse foi primeiro assunto de pauta tratado.
     
    Os pontos de cultura compartilharam suas experiências quanto ao andamento do projeto depois de praticamente dois anos de convênio e discorreram sobre suas maiores conquistas, questionamentos e decepções nessa trajetória. A seguir pontuamos aquilo que foi mais relevante em suas falas.
     
    Everaldo – E.M Teatro Carlos Gomes – Blumenau
    “O teatro vai para os bairros e os bairros vão até o teatro.” Essa e a tônica  do trabalho deles com o ponto de cultura no teatro Carlos Gomes, atendendo centenas de pessoas nas atividades propostas, em oficinas nas escolas dos bairros de Blumenau e na própria sede da entidade. Relata que houve certa rejeição ao Teatro Carlos gomes no inicio do convênio em virtude de uma visão que tal entidade e muito elitizada. Que depois essa rejeição nao vingou.
     
    Recentemente os pontos de cultura receberam visita dos fiscais do TCE, para uma diligência sobre o convênio, e houveram alguns questionamentos com relação a continuidade do edital ou o lançamento de novo certame.  Ainda foi discutido com relação a burocracia da prestação de contas e se percebeu uma visão legalista dos auditores, levando a questão fiscal de forma muito rígida.  À medida que eles iam compreendendo melhor o programa, mudaram seu comportamento.
     
    Eliane e Luciola Maria Maestri Bonomini Fachini – Ponto de Cultura Oficina Artístico Cultural – Botuverá
     
    Colocaram o fator pouquíssima experiência da entidade nos projetos culturais, esse foi o primeiro recurso de projeto recebido por eles.  Apresentaram como maior dificuldade a distância percorrida pelos professores para realizar as aulas na cidade, algo não previsto inicialmente.  Ainda o estranhamento da sociedade ao se deparar com uma instituição conveniada e trabalhando junto ao poder público e que não fosse a prefeitura. Falaram da grande importância das atividades que estão resgatando antigas tradições do lugar como o acordeon e as aulas de teatro.  E finalmente, na dificuldade de apoio a cultura numa cidade pequena como a de Botuverá.
     
    Rosane Luchtenberg – Ponto de Cultura Escola da Terra Engenho do Sertão  – Bombinhas
     
    Falou que o ponto de cultura acabou por aglutinar uma serie de ações da sua entidade, que subsiste a partir do apoio conseguido via projetos e editais, que o projeto do ponto de cultura foi pensado com base na questão da sustentabilidade pós convênio e por conta disso já esta se organizando como unidade produtiva de artesanato de referência da região de Bbombinhas, reconhecido pelo prêmio Top100 do Sebrae, e que mudou um pouco o andamento das atividades trocando as oficinas mais longas por curso de menor duração, atraindo com isso um maior público freqüentador do engenho.
     
    Charles Steuck – Ponto de Cultura Fotografia para todos – Blumenau
     
    Charles fala da importância das atividades e ações em rede  dos pontos de cultura, que o trabalho oferecido esta se expandindo via parcerias com outros pontos cultura como  o próprio Instituto Boimamão em Bombinhas e o  MHTC em Lages. Que o ponto de cultura ocupa uma lacuna no sentido da inclusão da fotografia como forma de arte, seja nas escolas ou na sociedade em geral, trabalho que o foto clube vem realizando há muito tempo de forma voluntária, trabalhando com foto-arte. Comenta que o ponto de cultura estruturou a entidade com a aquisição de equipamentos, que um dos desafios é a burocracia e a própria manutenção da instituição.
     

    • O Ponto de Cultura Projeto Nossa Arte de Itajaí justificou ausência devido acidente na rodovia que dava acesso ao encontro dos pontos. 
    • A representante do Grupo Belli Balli e atual representante regional Maria do Carmo, também justificou ausência, pois ela trabalha em uma outra instituição todas as manhãs.

     
    Sugestões 
    Como sugestões discutidas e acatadas:
     
    1- Na teia catarina, divisão de 01 dia de atracões artísticas por região e para que seus integrantes possam ir a Florianópolis de ônibus fretado;
    2- Rever a questão do ônibus fretado para representantes de ponto de cultura;
    3- Definição do uso dos recursos de rendimento de aplicação para um curso de gestão cultural para pontos de cultura.

     
  • Agência Ganesha

    Agência Ganesha 7 de March de 2012, às 11:06 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais   

    Reunião dos Pontos de Cultura da região sul de Santa Catarina 

    image

    Em Criciúma.

     
  • TAIKO

    TAIKO 6 de March de 2012, às 11:02 Link permanente | Responder
    Tags: EncontrosRegionais, , Gilson Maximo, Grupo de Teatro Vivo Teatro Vivo, , , Movimento De Consciência Negra, O Itinga Pede Passagem, Pólo de Produção Musical –Sr Geraldo e Maestro Voldis, Ponto de Cultura de Difusão dos Tambores Japoneses em SC, Pontos de Cultura-Região Norte, Portal Cultural do Contestado, Relatório, , Sociedade Cultura Artística   

    Relatório da Reunião dos Pontos de Cultura-Região Norte 

    Relatório da Reunião dos Pontos de Cultura-Região Norte

    Em Joinville,Local:Amorabi data 02/03/2012

    Estiveram presentes:

    Sr Gilson Maximo- Associação Cultural Matakiterani

    Representante Estadual | Pontos de Cultura/SC

     

    Sr Losvan-Secretario Regional

    Sr.Gilberto-Tucunare Producoes Culturais

     

     

    1. Sociedade Cultura Artística – SCAR-PC Villa Coral-

    Violeta Polo e Edilma Lemanhê

     

    2. Movimento De Consciência Negra do Vale do Itapocu- MOCONEVI – Projeto Mestre Manequinha – Fomentar e Preservar a Arte e Cultura Afro no Vale do Itapocu –Sra Marlene Rosa dos Santos

     

    3. Grupo de Teatro Vivo Teatro Vivo –Srta Mara

    5. Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Itinga – O Itinga Pede Passagem –Srta Samanta Coehn  e Sr Cristovao Petri

     

    6. Sociedade Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville – Pólo de Produção Musical –Sr Geraldo e Maestro Voldis.

     

    7. Federação das Associações Nikkeis de Santa Catarina – Ponto de Cultura de Difusão dos Tambores Japoneses em SC.

    Mario Sato

     

    8. FECAMPO – Fundação Educacional de Campo Alegre – FECAMPO: Semeando Cultura-Sr Ivo e Elizabeth Kestering, Sra Marilia.

     

    9.Portal Cultural do Contestado-Sr James Miguel Lanke

     

     

     

    1.Troca de experiências entre os Pontos de Cultura


    2. Levantamento das demandas dos Pontos de Cultura

    Se apresentaram os Pontos de Cultura com seus relatos das atiividades exercidas,apresentando os seus resultados:

    a)Itinga Pede Passagem,com objetivo de valorizacao dos moradores do Itinga,no lugar onde vivem,no limite das cidades de Joinville e Araquari;a melhora da auto estima e resgastada no cursos de artesanato.

    b)Federacao das Associacoes Nikkeys de SC-Difusao dos Tambores Japoneses em SC:

    Desenvolvido nas cidades de Joinville,Florianopolis,Sao Joaquim,Frei Rogerio,Curitibanos e Cacador,devido a atuar nestas cidades,as dificuldades de formacao dos monitores e ter os profissionais para ensinar esta arte milenar japonesa.

    As dificuldades para ter local para os treinos, necessitando local que nao perturbe a vizinhanca, devido ao som dos tambores.

     

    c)SCAR-Villa Coral:apesar do dificil acesso ao Morro do Boa Vista,03 professores trabalham com a comunidade desenvolvendo as artes cenicas,com as historias da familias locais ,com roteiro,musicas desenvolvidas pelos proprios alunos.

     

    d)Ponto de Cultura Polo de Producao Musical-Corpo de Bombeiros Voluntarios de Jlle:iniciou-se com a formacao da Banda Mirin,com outros instrumentos,tais como flauta,sax,alem do desenvolvimento de bombeiro mirin,com cursos especificos,tambem atuam no desenvolvimento com musica,apresentam-se apos atingitrem a idade de 16 anos,muitos deixam o PC para procurarem outros cursos ,tem dificuldades pra o local do treino,devido ao ruido traz incomodos para a vizinhanca

     

    e)Fecampo-Semeando Cultura:trabalham na area de ceramic,pintura,marcenaria,tecelagem.Parceria co APAE,com dificuldades com evasao dos alunos no periodo da safra do Pinhao,tambem pela falta de profissionais para dar aulas.

     

    f)Ponto de Cultura Teatro Vivo (GATS) – Jaragua do Sul,o grupo comemora 25 anos de atividades em 2012; o Ponto de Cultural é oriundo do edital de 2005, e teve início em 2010 com a reinauguração da sede e realização de oficinas cênicas. A sede é estruturada com biblioteca, acesso digital (computadores e wi-fi), espaço de convivência para os alunos, escritório e sala de aula, que também é utilizada como cine clube (com equipamentos de telão, sonorização específica, projetor). O Ponto de Cultura Teatro Vivo tem como objetivo formar novos grupos de teatro com a comunidade estudantil (jovens e adultos), comunidade negra e de trabalhadores das indústrias. A sede também é Cine Clube através do edital Cine Mais. A sede frequentemente enfrenta problemas com as enxurradas das fortes chuvas, como ocorreu no último dia 29/2, que inundou o centro de Jaragua do, comunidade negra e de trabalhadores das indústrias.

    g) Ponto de Cultura Moconevi- Movimento de Consciência Negra do Vale do Itapocu. O Movimento existe há 10 anos na defesa contra o racismo; Um dos integrantes do movimento elegeu-se como o primeiro vereador negro de Jaraguá do Sul no pleito de 2008.O Ponto de Cultura oferece oficinas de dança, teatro, capoeira e manifestação popular como as bonecas abayomis, feitas de retalho, as tranças de cabelo afro, folguedos do boi de mamão e carnaval, entre outros. Uma grande dificuldade é trazer mais participantes negros para o Ponto de Cultura.

    h)Portal Cultural do Contestado-Canoinhas,atua na area cultural da historia do Contestado, de mostra gastronomia (mingau)filmes,cinema;e com esta questao cultural,vai desenvolver e ajudar o turismo,trazendo grupos de teatros,irao realizar a Sapecada do Pinhao.Oficinas de fotografias,exposicao de artesanatos em bambu.

     

    Diagnóstico da Rede de Pontos de Cultura


    3.1 Situação do convênio
-aguarda-se para  Abril a Terceira parcela.

    3.2 Situação das prestações de conta-cerca de 20% foram avaliadas,nao havendo problemas,mas as diligencias estao sendo feitas para esclrecimentos finais.

    
3.3 Situação do repasse da terceira parcela
-ainda indefinido.

    3.4 Comunicação e divulgação-Utilizar o blog dos pontos de cultura de Santa Catarina.

    Situação do Programa Pontos de Cultura em SC


     

    4.1 Tamanho da Rede
-atualmente com 58 Pontos de Cultura,sendo que no total sao 66.

    4.2 Utilização dos recursos do rendimento de aplicação


    Aguarda-se para utilizar na organizacao da Teia Catarina

    Os recursos restantes devem ser aplicados em Mostra Regionais,Interacao entre as Regionais.

    4.3 Ampliação da Rede de Pontos de Cultura
 ,com tendencia para desenvolver na area estadual e municipal.

     

    Situação do Programa Cultura Viva

     

    5.1 Redesenho do Programa Cultura Viva

    Que sejam mantidas o carater  conceitual e filosofico,com preservacao da Autonomia;Empoderamento e o Protagonismo.

     

    5.2 Perspectiva da continuidade das ações


    Deve-se criar uma politica de fomento,se possivel,utilizando-se a receita das aplicacoes

     5.3 Situação orçamentária do programa
 

    Discutiu-se o porque do nao pagamento das apresntacoes artisticas?

    Foi solicitado que os projetos do MInC,sejam disponibilizados na Rede dos Ponto de Cultura.

     

    Teia Catarina


    6.1 Data e formato do evento

    Que sejam respeitadas o que ja foi planejado ate agora para Teia Catarina, com realizacao do pregao eletronico, e outros itens do planejamento efetuado.

    6.2 Participação dos Pontos de Cultura na organização


    Com apoio total dos Pontos de Cultura da Regiao Norte de Santa Catarina.

    6.3 Fórum Estadual de Pontos de Cultura


    6.4 Mostra Artística
 -sejam adequados o numero de participantes para a apresentacao na Mostra Artistica.


     

    7. Teia Sul e Teia Brasil

    7.1 Informes e organização

    Foi solicitado que sejam trazidos para Joinville,caso nao seja efetivado no Parana a Teia Sul.

    Foi apresentado que para os Pontos de Cultura,continuem,a guardar os documentos,das atividades,com relatorios,questionarios,relacao dos alunos,fotos e outros documentos,que com a nova politica de premiacao,na prestacao de contas poderao ser premiados as atividades que forem avaliadas como importantes para o desenvolvimento cultural da cidadania.

     

     
c
compor novo post
j
próximo post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar